Qual o melhor país para visitar na america central?

A Guatemala!

Alias, a Guatemala é um dos melhores países para visitar em toda a América Latina, ficando muito acima de todos os outros na América central em termos de interesse e oferta turística.

A Guatemala é um tesouro escondido que tem o potencial de ser dos melhores ( talvez já seja) destinos turísticos do mundo.

Além de ter tudo aquilo que um turista pode procurar quando visita um novo lugar, tem-no com grande qualidade. 

O que a Guatemala tem para oferecer?

- cultura, história e tradição: 

A Guatemala e o México são os melhores países para conhecer a cultura Maia, mas a Guatemala tem a vantagem de embrulhar tudo num pacote prontinho e de fácil digestão, pois tudo está perto e acessível. As pirâmides de Tikal, o mercado de Chichicastenango, as cidades no lago Atitlán, são visitas e entradas num mundo perdido que se encontra ainda vivo na Guatemala.

Dificilmente irão encontrar cidade colonial mais bonita e romântica que Antígua, com as suas casas coloridas e os seus passeios e estradas de pedra, rodeada bela beleza majestosa dos vulcões vizinhos. Uma cidade que custa deixar, e que fica impossível esquecer. 

- gastronomia:

As várias influências culturais na Guatemala criaram uma riqueza gastronómica que aliada à paisagem natural e cultural tornam a experiência de comer na Guatemala única. E nenhum lugar é melhor que Antígua.

- beleza natural:

Floresta tropical, vulcões, praia, o lago mais bonito do mundo, cidades e gentes coloridas, não há outro lugar no mundo assim.

- infraestrutura turística:

A Guatemala é o país que recebe mais turistas na América Central, e de longe o mais preparado para os receber. Muitas agências, lugares para ficar, comer, tours, transportes, a Guatemala está mais preparada para o turismo que muitos países Europeus.

- Segurança:

A Guatemala sofre dos mesmos problemas que muitos outros países na América Latina em termos de segurança. Há crime e há roubo, mas também há esforço do país em manter os lugares turísticos seguros. Viajem sem problemas. Fiquem pelo percurso turístico, evitem lugares isolados e escuros, e nada acontecerá. No fundo são as mesmas regras de segurança que já usam em vossos lugares.

Façam os seus planos, marquem as suas passagens, e visitem a Guatemala!

Conhecendo Florianópolis


Floripa é um dos principais destinos turísticos do Brasil – muito pelas suas belezas naturais e badalada vida noturna. A ilha lota na alta temporada de verão com gente de todo o canto do mundo. Nossos vizinhos argentinos e paraguaios são um dos maiores fãs dessa belíssima cidade. É preciso de um bom planejamento e um ótimo roteiro para conseguir explorar cada pedacinho de praia de Florianópolis. Você certamente precisará incluir vários dias quando for pesquisar promoçãode viagens para aproveitar ao máximo a sua viagem.
Além das praias, a cidade oferece diversos passeios interessantes de se fazer. Um deles é ir até o Mirante do Morro da Cruz, que tem 285 metros de altura e te dá uma visão privilegiada da cidade, contemplando as duas Baías e as pontes Hercílio Luz, Collombo Salles e Pedro Ivo Campos. Também dá para avistar o bairro da Trindade, as pistas do aeroporto e parte do leste da cidade, banhado pelo Oceano Atlântico.
Se você estiver visitando o litoral catarinense entre julho e novembro saiba que uma atividade ótima de se fazer é a observação de baleias. É nessa época que a Baleia Franca Austral sobe pela costa brasileira, já que as águas brasileiras estão numa temperatura mais agradável para que as fêmeas possam dar a luz e amamentar os seus filhotes.
O turismo da ilha também oferece diversas opções de passeio de escuna, em vários pontos das praias. Os mais procurados são os que partem dos trapiches da Beira-Mar Norte e de Canasvieiras. Nesses passeios é possível ver os golfinhos saltando quando passarem pela Baía dos Golfinhos, além de visitar diversas ilhas paradisíacas e escondidas.
As dunas também atraem muito os turistas. Os morros de areias que protegem o avanço do mar são áreas de preservação, mas que também servem para a diversão. Você pode encontrar as dunas na Lagoa da Conceição, na Praia da Joaquina, na Praia dos Ingleses, na Praia do Santinho, na Praia de Moçambique, na Praia do Campeche, na Praia da Armação e na Praia do Pântano do Sul. Em uma dessas praias você pode alugar a sua prancha e praticar o sandboard ou, simplesmente, surf de areia.
Além desses passeios, também é legal descansar curtindo um sol e um mar, não é mesmo? E isso é o que não falta em Florianópolis. Desde as mais badaladas – como Jurerê Internacional – até as mais calmas – como Daniela – a cidade oferece praias para todos os gostos!
Com tantas opções, é só organizar o seu roteiro e curtir cada cantinho dessa maravilhosa cidade brasileira, que encanta até aquelas pessoas que não são fãs de praia e badalação.
(Texto convidado redigido pelos meus amigos do FalaTurista)

Lapa, o reduto da diversão carioca


(post convidado)

Culturalmente, a Lapa é um dos bairros mais boêmios de todo o Rio de Janeiro. 

Por lá se encontravam com frequência grandes nomes da música, da poesia e das demais artes brasileiras, e essa mania de bar, voz, violão e conversa, felizmente não ficou apenas no “antigamente”. Ainda hoje a Lapa é um dos redutos mais divertidos, diversificados e alegres da cidade maravilhosa, com suas dezenas de bares para todos os gostos, sua escadaria-ponto-turístico e suas casas de show que são sinônimos de boa programação em qualquer época do ano.

Para visitar a capital fluminense, o melhor é optar por aluguel de carro no Rio de Janeiro, uma vez que dessa forma você pode conhecer as dezenas de pontos turísticos sem ter que depender de transporte público ou despender muita grana com táxi. 

Na própria Lapa, por exemplo, vale a pena voltar duas vezes, pelo menos: uma durante o dia, para conferir os Arcos da Lapa e as Escadarias, e uma à noite, para se jogar nas baladas e nos bares do bairro. E quando falamos que a Lapa é um dos locais mais diversificados do Rio, não estamos mentindo: de bares copo-sujo a requintados até baladas de techno, house, forró, samba, rock e grupos alternativos, tudo tem lá. Sem contar com duas das casas de shows mais badaladas do Rio de Janeiro: o Circo Voador e a Fundição Progresso, que dividem espaço lado a lado nesse charmoso bairro carioca.

Quem opta por passear pelo Bondinho de Santa Tereza pode ter uma visão diferente sobre a Lapa, já que o trenzinho passa por cima dos Arcos e o ângulo de visão é bastante privilegiado, para fotos e filmagens. A única coisa que não dá pra fazer é ir ao Rio sem ir à Lapa – essa é uma falta tão grave quando visitar a Cidade Maravilhosa e não estar aos pés do Cristo Redentor. 

Quando estiver por lá e for procurar pelo aluguel de veículos, não se esqueça de exigir um carro com ar-condicionado em bom funcionamento, já que essa coisa de o Rio ser 40 graus pode ser “hipster”, mas não é só letra de música.

Além dos cuidados na hora de reservar o seu carro com a locadora, fique atento também com a organização como um todo de sua viagem para a cidade maravilhosa. Por se tratar de um dos pontos turísticos mais visitados do mundo, conseguir um hotel ou adquirir uma passagem para a cidade pode ser muito complicado, caso seja deixado para a última hora. Organização e planejamento devem fazer parte de sua viagem ao Rio de Janeiro, desde o momento da decisão de visitar a cidade, até os dias que você passar por lá. 

Melhores agências para fazer o tour do Salar de Uyuni


Não existe uma resposta fácil a esta pergunta.

Porquê?

Porque o tour demora três dias, inclui dormida em lugares de grande altitude, com muito frio e em condições de pouco conforto; a comida que vão comer vai ser cozinhada no caminho; e o transporte é feito por bons ou maus jipes e melhores ou piores condutores em “estradas” ou percursos em muito mau estado e perigosas.

Ou seja, é bom que o condutor seja responsável, a comida boa, e o jipe bom e bem equipado.

E o problema com as agências?

Há muitas a competir entre si, o que resulta em preços baixos e qualidade do serviço má. E os guias trabalham em regime freelancer e acabam por trabalhar para qualquer agência, daí que não dá para garantir que uma agência que foi boa há um mês atrás continua boa hoje.

O que fazer então para escolher uma boa agência para fazer o tour do Salar de Uyuni?

Perguntar aos outros turistas qual a sua experiência. Ou eles vos indicam a agência que foram e acharam boa, ou vos indicam a agência que viram que era boa e que outros turistas que fizeram o tour ao mesmo tempo lhes contaram como foi a experiência.

Em qualquer uma das cidades que fazem o tour do Salar de Uyuni perguntem a mais que um turista como foi a experiência deles, vejam o estado dos jipes, verifiquem se estes levam combustível extra e pneus suplentes, perguntem se a comida é preparada por uma cozinheira ou pelo condutor. E levem o equipamento necessário para o tour.

E outra coisa muito importante é a companhia com que vão. Vocês vão passar 3 dias ou mais (dependendo do tour que façam) com muitas horas dentro de um jipe, apertados com outros passageiros, a fazer muitos quilómetros por caminhos miseráveis e a partilhar a experiência de estar num dos lugares mais bonitos do mundo com outras pessoas. Se a companhia for boa, o tour é muito melhor.

Se não tiverem tempo de perguntar a viajantes antes de marcarem o tour visitem o forum sobre o tema nestes dois sites (em Inglês – a maior parte dos turistas vêm de Países de língua Inglesa, logo os forums em Inglês têm a informação melhor e mais actual):


Qualquer dúvida deixem um comentário ou mandem-me um Email que eu tentarei ser rápido na resposta.

O que é preciso levar para o tour do Salar de uyuni


O salar de uyuni fica numa região da Bolivia de muita altitude. 
E o tour leva-vos por paisagens diferentes, estradas más e desconfortáveis, muito pó, frio, e é feito em condições gerais de pouco conforto. Mas tudo vai valer a pena, se forem numa boa agência. Tendo tudo isto em consideração, eis a:

Lista de equipamento que devem levar para fazer o tour do Salar de Uyuni:

- lanterna ( vocês vão estar no meio do nada, luz eléctrica é coisa rara)
- toalha ( os dias são longos, cansativos e com muito pó; se puderem tomar um duche,aproveitem; e não falhem o banho termal no tour. Está muito frio, mas a água é quente, e vai ser a melhor sensação física do tour, acreditem)
- calção de banho
- óculos escuros (sim, o sal é branco, como a neve)
- dinheiro (casas-de-banho, cerveja)
- água extra
- protector solar
- roupas quentes (5000 metros de altitude?)
- saco de cama para temperaturas negativas (podem alugar em algumas agências)

Onde reservar o tour do salar de uyuni


A melhor opção é reservar num dos pontos de partida do tour, quando possível. 

Porquê? 

Porque é mais barato e porque devido às características das agências e dos guias não é possível recomendar com segurança uma agência para fazer o tour. 
Os guias por norma trabalham em regime freelancer e há muitas agências, o que gera muita competição, o que resulta que muitas acabam por oferecer um mau serviço na luta por baixar os preços.

É mesmo importante ir como uma boa agência?
Sim. Explico aqui porquê.

Quais os pontos de partida para fazer o tour do salar de uyuni?

Há três cidades diferentes que fazem o tour, duas na Bolivia e uma no Chile:
  1. Uyuni (Bolivia)
  2. Tupiza (Bolivia)
  3. São Pedro de Atacama (Chile)

Se já estão em viagem, iniciem o tour na cidade mais perto de onde estão. Se podem decidir, escolham a partida em Uyuni, que está recheada de agências e de turistas que vão fazer ou já fizeram o tour. Assim podem perguntar pelas melhores agências e obter as melhores respostas.

O tour iniciado no Chile é o mais caro.

Em todas as cidades podem optar por voltar para o mesmo lugar ou por chegar num destino diferente.

Todas as reservas feitas em cidades diferentes nestes países vão resultar num preço maior e na falta de um mínimo de ideia de como são os guias e as condições.

Se têm mesmo de reservar o tour antes de chegar, aconselho o seguinte:

Visitem o forum das páginas com o link em baixo para recolher informação actual sobre as melhores agências (em Inglês – a maior parte dos turistas vêm de Países de língua Inglesa, logo os forums em Inglês têm a informação melhor e mais actual):


Se já têm uma agência de viagens que confiam, tentem marcar por ela, mas peçam alguma garantia de que essa agência tem qualidade, pois a vossa viagem pode passar de sonho a pesadelo muito facilmente.

Qualquer dúvida deixem um comentário ou mandem-me um Email que eu tentarei ser rápido na resposta.

Melhores agências para o downhill da estrada da morte em La Paz na Bolivia

Se já leram a reportagem sobre o melhor downhill que podem fazer na America do sul, o downhill da estrada da morte (death road) em La Paz na Bolívia, podem ver aqui os links para algumas das melhores e mais confiáveis e seguras agências para fazer o downhill da estrada da morte:

A lista que se segue vai por ordem das que mais recomendo, tendo em conta a agência que eu fui e recomendo e as outras que amigos e outros leitores recomendam. As melhores são também mais caras, mas se é para fazer o downhill, eu aconselho não irem pela mais barata, pois o trajecto tem um certo grau de perigo e as melhores bicicletas e os melhores guias são obviamente mais caros.
Eis então a lista das agências que fazem o downhill da estrada da morte:


  1. Madness Bolivia (esta foi a agência que eu fui e que podem ver na reportagem que fiz)
  2. Gravity Bolivia
  3. The Radical Rides
  4. Vertigo Biking
  5. Prodownhill
Qualquer uma destas agências oferece-vos um bom serviço, eu aconselho a comprar apenas o tour em La Paz, e que vejam as agências e as bicicletas e que sigam o vosso instinto. O importante é sentirem-se bem e com segurança.

E é preferível ir em grupos pequenos (menos de 15 pessoas), se querem se divertir mais.

Boa descida!

Os melhores roteiros em torno de Curitiba: conhecendo as cidades próximas à cidade paranaense

Trem Curitiba - Morretes

Todos nós sabemos que a capital paranaense é uma cidade verdadeiramente encantadora, muitos turistas a visitam diversas vezes por terem adquirido verdadeira paixão pela metrópole, porém, o que muitos não sabem é que sua região também é rica em roteiros maravilhosos com belezas de tirar o fôlego.

Devido às pequenas distâncias, é possível fazer uma visitinha até as cidades vizinhas da capital, curtir tudo o que elas têm a oferecer e voltar à noite para dormir no Hotel Curitiba no qual você está hospedado. 


Bairro de Morumbi - São Paulo

(este texto faz parte de uma série onde os meus amigos do portal imobiliário Vivareal nos levam a conhecer os diferentes bairros da cidade de São Paulo)


Estádio Cícero Pompeu de Toledo – O Morumbi
Sede do time brasileiro São Paulo F.C, o Estádio do Morumbi já recebeu jogos da seleção brasileira por várias vezes e continua sendo palco de decisões importantes no campeonato estadual e brasileiro. Com uma região muito valorizada na Zona Sul de São Paulo, por causa de seus atrativos noturnos e pela proximidade do estádio, a região da Zona Sul de São Paulo abrigou o clube e cresceu junto com seus gols e conquistas.
O estádio Cícero Pompeu de Toledo (nome de um ex jogador, dirigente e presidente do São Paulo),mais conhecido como Morumbi, teve sua partida de estréia no ano de 1960 com o jogo entre São Paulo e Sporting Lisboa, onde o time da casa venceu o adversário por 1 a 0, porém ainda faltava muita coisa para que a construção acabasse e os 120 mil lugares do estádio estivessem concluídos para os aficcionados do futebol.
Então foi no dia 25 de Janeiro de 1970, que o público de mais de 100 mil pessoas pôde desfrutar do mais novo e concluído estádio do Morumbi, com o jogo empatado entre Brasil e Porto de Portugal, com um gol para cada equipe. Com a presença do governador paulista, prefeito e presidente da república, o Morumbi se colocava entre os 5 maiores estádios de futebol do país – ótimo para a cidade, para o clube e para os moradores e proprietários de imóveis da região, que viam suas propriedades serem valorizadas e seus negócios obtendo êxito a cada partida que acontecia no Morumbi.
Complexo Morumbi
O Morumbi conta com uma das melhores sedes sociais do país, proporcionando um amplo espaço de lazer, entretenimento e cultura para a população. Biblioteca, jornais e revistas estão ao acesso do paulista ou visitante que passa pelo complexo social do clube.
Outro projeto que chama bastante atenção,  são os projetos do Morumbi Concept Hall – que conta com o Santo Paulo Bar, um memorial com as glórias do clube, uma livraria e o Espaço Únyco – espaço destinada para shows, camarotes exclusivos e comemorações VIP´s.
Você que ainda não conhece o Estádio do Morumbi, não perca a oportunidade. Aproveite também, e navegue pelo portal imobiliário de maior crescimento no Brasil, o VivaReal e veja oportunidades para aluguel e venda de imóveis no Morumbi, e na região da zona sul de São Paulo.

Bairro de Santo Amaro - São Paulo

(este texto faz parte de uma série onde os meus amigos do portal imobiliário Vivareal nos levam a conhecer os diferentes bairros da cidade de São Paulo)


Bairro de Santo Amaro, SP: a busca pela sua história e por suas tradições


As histórias das cidades geralmente se confundem com as histórias de seus próprios moradores. A importância de se guardar a memória de um local parece ter sido o ponto crucial para que moradores do Bairro de Santo Amaro – zona Sul de São Paulo tivessem a iniciativa de se reunirem para documentar e gerenciar os passos de um bairro tão importante para a capital paulista.

O CETRASA – Centro de Tradições de Santo Amaro, criado e idealizado por jovens moradores do bairro na década de 70, foi criado com o intuito de resgatar a história e participar de momentos importantes e decisivos para o bairro ao longo dos anos.

Sem nenhum auxílio da iniciativa pública, o CETRASA é responsável pela curadoria do Museu de Santo Amaro, organização de eventos e palestras, e administra um memorial com obras do artista Julio Guerra.

Para os moradores de casas em Santo Amaro, é muito importante a atuação do CETRASA para a organização e formação de um sentimento muitas vezes esquecido – o de pertencer a um bairro e uma região com histórias e lutas por um melhor espaço e melhoria dos direitos de seus moradores.


Para quem deseja conhecer o CETRASA e todos os seus projetos, basta entrar em contato através do site oficial.